Prestadora
de Serviços

de Contabilidade
Pública:

MEMORY
Software para Gestão Pública Municipal.
Belo Horizonte, MG
(31) 2126-6398 

 

 

 

Sobre Mutum

Tamanho da Fonte:

De acordo com a língua Tupi, o significado do nome mutum significa “ pele negra” (my tu). Além disso, na região é abundante a existência de urutum, ou somente mutum, ave de plumagem negra, possuidora de grande beleza. Registra ainda a tradição que o local onde hoje se encontra o município teria sido num primeiro momento ocupado pelo chefe indígena Pocrane, e que parte desse território foi doado pelo governador da província a Francisco Inácio Fernades Leão.

 

Em 17 de Junho de 1864, dia consagrado a São Manoel, o novo proprietário, ao percorrer a região, deparou-se com uma povoação indígena, às margens de um rio que denominou de Guaxima, nome dado inicialmente ao local, que na época pertencia ao Município de Rio Pardo (atual Iúna) no Estado do Espírito Santo. Fernandes Leão mandou construir a capela em honra a São Manoel e em torno dela se formou o povoado, que recebeu o nome de São Manoel do Mutum, pertencente agora não mais ao território capixaba, mas sim a Minas Gerais, elevando-se à categoria de distrito em 30 de Agosto de 1911. Entretanto, por ser região próxima ao Espírito Santo, em 10 de Abril de 1912 o município teve suas terras registradas nesse Estado, com o nome de Município de São Manoel de Mutum tendo como sede a Vila Marechal Hermes, que foi elevada à categoria de município ainda no mesmo ano, em 19 de Junho.

 

Em 30 de Novembro de 1914 por força de um Laudo Arbitral proferido por um tribunal composto do Dr. Canudo Saraiva, presidente, Dr. Prudente de Morais Filho, relator, e Dr. Antônio J. Pires de C. Albuquerque, que tinha como secretario o Dr. Justo R. Mendes de Morais e como advogado interventor em nome da causa mineira o Dr. Mendes Pimentel , o município passa definitivamente para as terras mineiras primeiramente pelo decreto nº 4304, de 19 de Janeiro de 1915, e depois pela Lei nº 673/16 Artigo 1º, como distrito de Bom Jardim, hoje Roseiral. O reconhecimento legitimo do município ocorre em 5 de Setembro de 1916 com o nome de São Manoel de Mutum, tendo como primeiro Prefeito Osório Ribeiro de Oliveira.

 

Em 1921, é traçada a da cidade, pelo vereador Francisco Moreira, que define o primeiro entorno do município, e em 26 de Maio de 1923 é criada a primeira escola de Mutum, O “Edifício Escolar” , e em 07 Setembro são criados os distritos de Centenário e São Francisco de Humaitá, pela Lei nº 843. No ano de 1936, é instalada a Comarca e o Fórum do Município (24/10), e em 17 de Setembro de 1938 o nome do município é simplificado para MUTUM. É também nessa época inaugurada uma Usina Hidrelétrica no Rio São Manoel, e chega o primeiro farmacêutico à cidade.

 

De 1953 a 1965, a cidade de Mutum passa por um processo massivo de urbanização, recebendo tratamento de água, rede de esgoto, reforma da Usina Hidrelétrica, iluminação pública, de telefonia, aumento do número de escolas, calçamento de ruas, presença da , e dá-se inicio à de um hospital (Hospital São Vicente de Paulo). Seguido a esse processo de modernização, Mutum passa a partir da segunda metade da década de 60 e por toda a década de 70 por processo de melhoria na qualidade de vida da população, com investimentos nas áreas de lazer e cultura com a inauguração do Invejada Campestre Clube e da Feira do Produtor Rural e de utilidade pública, como Lions Club. Nas décadas de 80 e 90 a cidade realizou os grandes “saltos” de informatização, aumento populacional e ampliação das esferas burocráticas e administrativas.

 

Mutum é uma cidade localizada na zona do Rio Doce e à microregião de Aimorés, a cidade de aproximadamente 26.600 habitantes com uma área de 1253,12 Km², uma altitude máxima de 1310 m na Pedra Santa e altitude mínima de 310 m na Foz do Córrego Santo Antônio, altitude do ponto central da cidade, localizando-se nas coordenadas geográficas de latitude 19º 49’ S e longitude 41º 26’ W.

 

A cidade de Mutum fica a 379 Km de Belo Horizonte, a 1090 Km da Capital Federal, e tem a MG-108, a MG-441 e a BR-262 como principais rodovias que servem ao município. Além de sua sede, o município, é composto pelos distritos de Centenário, Imbiruçu, Ocidente, Roseiral, São Francisco de humaitá, tendo as cidades de Aimorés, Pocrane, Taparuba, Conceição de Ipanema, Chalé e Lajinha como municípios limítrofes.

 

As principais atividades econômicas são a pecuária e o café, a vegetação típica de Floresta Estacional Semidecidual Montana, o solo do tipo latossolo vermelho amarelo, a área também possui uma grande diversidade de espécies de ornitofauna, mastofauna e herpetofauna rica.

 

Mutum possui o setor Agropecuário, de extração vegetal e pesca como atividades principais, sendo que também desenvolve atividades nos setores do comércio e extração de minerais não metálicos, tendo arroz e o café como principais produtos, e possui no Catolicismo e no Protestantismo suas principais religiões.

Desenvolvido por: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.